Sobre

Augôsto Augusta: uma experiência cultural

Tradição de modernidade em plena rua Augusta, a Augôsto Augusta mantém viva a proposta então revolucionária do ano em que foi inaugurada: ser um espaço aberto para quem ama (e quer saber mais sobre) arte. Livraria, galeria informal e núcleo de reflexão sobre arte e cultura, a loja aberta em 1968 por Regina Berjuhy e Lucia Bertizlian reúne uma coleção referencial de livros sobre artistas, fotografia, design, moda e arquitetura, um acervo precioso de gravuras e telas de grandes nomes brasileiros dos anos 60 e 70 e CDs selecionados para os apreciadores das manifestações mais incomuns da música e do cinema.

Há 50 anos, a Augôsto Augusta Cultural, localizada no mesmo espaço desde 1968, complementa essa experiência cultural com uma agenda semestral de cursos de arte, música, teatro, cinema, literatura, filosofia e desenho conduzidos por autoridades na área, como Jorge Coli, Olgária Mattos, João Adolfo Hansen, Evandro Carlos Jardim, Adma Muhana, Luciano Migliaccio, Leon Kossovitch, Leandro Oliveira, Marco Antonio Guerra, Sergio Casoy entre outros. No mesmo espírito, a livraria organiza roteiros anuais de apreciação de obras de arte em cidades como Florença, Veneza, Verona, Roma, Berlim e Paris, sempre monitorados por seus professores.

A exemplo dos artistas que se reuniam nos primeiros anos, como Geraldo de Barros, Aldemir Martins, Maria Bonomi e Fernando Lemos, Tuneu, a Augôsto Augusta é há mais de 45 anos um pólo de atração para quem tem prazer em viver a cultura de perto. Venha conhecer esse oásis dedicado à reflexão e à fruição da arte nos Jardins. Ele está aberto para você.