Sobre


Augôsto Augusta: uma experiência cultural

Tradição de modernidade em plena rua Augusta, a Augôsto Augusta mantém viva a proposta então revolucionária do ano em que foi inaugurada: ser um espaço aberto para quem ama (e quer saber mais sobre) arte. Livraria, galeria informal e núcleo de reflexão sobre arte e cultura, a loja aberta em 1968 por Regina Berjuhy e Lucia Bertizlian reúne uma coleção referencial de livros sobre artistas, fotografia, design, moda e arquitetura, um acervo precioso de gravuras e telas de grandes nomes brasileiros dos anos 60 e 70 e CDs selecionados para os apreciadores das manifestações mais incomuns da música e do cinema.

Há quase vinte anos, a Augôsto Augusta Cultural, localizada no mesmo espaço desde 1968, complementa essa experiência cultural com uma agenda semestral de cursos de arte, música, teatro, cinema, literatura, filosofia e desenho conduzidos por autoridades na área, como Jorge Coli, Olgária Mattos, João Adolfo Hansen, Evandro Carlos Jardim, Adma Muhana, Luciano Migliaccio, Leon Kossovitch entre outros. No mesmo espírito, a livraria organiza roteiros anuais de apreciação de obras de arte em cidades como Florença, Veneza, Verona, Roma, Berlim e Paris, sempre monitorados por seus professores.

A exemplo dos artistas que se reuniam nos primeiros anos, como Geraldo de Barros, Aldemir Martins, Maria Bonomi e Fernando Lemos, Tuneu, a Augôsto Augusta é há mais de 45 anos um pólo de atração para quem tem prazer em viver a cultura de perto. Venha conhecer esse oásis dedicado à reflexão e à fruição da arte nos Jardins. Ele está aberto para você.